Bombonière Delikatessen

Guloseimas e pensamentos...

18.2.09

Terra devastada...

"In my many years I have come to a conclusion that one useless man is a shame, two is a law firm, and three or more is a congress."

"Em minha vida, eu cheguei à conclusão que um homem sem valores é uma vergonha, dois constituem uma firma de advocacia e três ou mais formam o Congresso."
John Adams – 2º Presidente dos Estados Unidos, um dos fundadores do país.



Resolvi voltar a postar, após um longo período de recesso. Andava meio cansado do mundo virtual, além de cheio de coisas para fazer no meu dia-a-dia, como por exemplo, entender a nova ortografia da Língua Portuguesa (confesso que até agora não aplico as novas regras corretamente, mas estou a me esforçar).

O motivo específico deste post é mais uma vez a desilusão com nossa sociedade, nossos políticos e nosso governo. As palavras de uma pessoa íntegra como o Jarbas Vasconcelos deveriam repercutir de forma mais intensa na sociedade. Ver o que é o PMDB hoje e compará-lo com sua história na época da Ditadura me dá tristeza. Pensar que o MDB e depois o PMDB já teve quadros como Teotônio Vilela, Lysâneas Maciel, Ulysses Guimarães; Barbosa Lima Sobrinho, Tancredo Neves, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas.

Os ainda recalcitrantes Pedro Simon e Jarbas Vasconcelos mantém a ética e os ideais de social democracia da fundação do Partido. Hoje, o PMDB apresenta uma liderança composta por gente como José Sarney, Michel Temer, Jader Barbalho, Renan Calheiros etc. Pessoas às quais eu não daria a guarda de um chiclete mascado, quem diria da direção do País. E é isso exatamente que o Lula faz, ao distribuir cargos em troca de apoio. Puro fisiologismo.

Precisamos reagir, colocar esta cambada para fora do poder, eliminá-los no voto direto que é nossa arma. Chega destes tipos, pessoas não confiáveis, que só pensam no bem próprio. Do contrário, as palavras de John Adams, continuarão a prevalecer no Congresso brasileiro.

Para o conhecimento de quem estiver interessado:

Breve história - O MDB foi criado em 24 de março de 1966, como aglutinador das forças de oposição ao governo militar. Pouco antes, em 27 de outubro de 1965, havia sido decretado o Ato Institucional nº 2, que extinguia os partidos políticos e estabelecia eleições indiretas para presidente da República. Em fevereiro de 1966, decretou-se o Ato Institucional n.º 3, estabelecendo eleições indiretas, também, para governador. Nesse contexto é que se tornou possível a formação dos dois partidos no regime militar: a Aliança Renovadora Nacional (Arena), que apoiava o governo, e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), oposicionista. O MDB foi criado em 24 de março de 1966, como aglutinador das forças de oposição ao governo militar. Pouco antes, em 27 de outubro de 1965, havia sido decretado o Ato Institucional nº 2, que extinguia os partidos políticos e estabelecia eleições indiretas para presidente da República. Em fevereiro de 1966, decretou-se o Ato Institucional n.º 3, estabelecendo eleições indiretas, também, para governador. Nesse contexto é que se tornou possível a formação dos dois partidos no regime militar: a Aliança Renovadora Nacional (Arena), que apoiava o governo, e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), oposicionista.

No dia 15 de janeiro de 1980, durante reunião na Câmara dos Deputados, senadores, deputados e outros integrantes do MDB fundarem o PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro, tendo como primeiro presidente o deputado Ulysses Guimarães. Em 8 de junho de 1981, foi publicado no Diário da Justiça o registro definitivo do PMDB.

Em junho de 1988, alguns dissidentes (como Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Sérgio Motta, Magalhães Teixeira e Mário Covas), discordando do rumo que o partido tomava, formaram o PSDB, mas isso fica para outro momento.

ET: não sou afiliado ao PMDB, apenas acompanho a história do meu país.


É curioso ver o comentário do Josias sobre o PMDB em seu blog, na data de 24/01/2009.
Basta clicar aqui.


1 Comments:

Anonymous shauan bencks said...

agora é pra valer..

abraço

14 de março de 2009 00:24  

Postar um comentário

<< Home